Como estudar com crianças e adolescentes?

 

Para a criança/adolescente, pode ser cansativo passar muito tempo na escola, assim como é para o adulto trabalhar a semana toda. Estudar é um trabalho, devendo ter então método, objetivo e metas a serem alcançadas.

É necessário estabelecer uma rotina. Começando por fixar uma agenda. Analise se não há sobrecarga de atividades paralelas: escola em tempo integral, esportes, aulas de música, informática e cursos de língua. Pergunte para a criança/adolescente se está satisfeito(a) com suas atividades e o que gostaria de acrescentar ou retirar. Conversem e reflitam se não haverá arrependimento de modificar essa atividade e o custo e o benefício das decisões.

Qual é a preferência da criança/adolescente para estudar?  Estabeleçam juntos o horário de estudo, em que a criança já esteja alimentada, banhada, descansada e que não seja, por exemplo, a hora de seu programa de televisão favorito ou meia hora antes de dormir. Estudar com fome, desconcentrado, cansado ou pensando em outras atividades é algo que não irá render tanto quanto poderia. Este horário não precisa necessariamente ser em comum com um adulto, mas é essencial que haja um horário em comum com os pais ou responsáveis para supervisão, monitoramento e esclarecimento de dúvidas. Pode ser menos tempo, após a criança estudar sozinha. Não acostume a criança/adolescente a estudar apenas sob a supervisão de alguém.

Estabeleçam um tempo fixo de estudo diário, variando de uma a três horas. O que interfere nesse fator? A série que a criança/adolescente cursa, sua idade, quanta atividade extraclasse possui e o quanto precisa recuperar notas. Se o estudo for para manter boas notas, pode ter menor carga horária. Lembre-se: mesmo o(a) aluno(a) nota dez precisa rever a matéria todos os dias, para manter suas boas notas!

A criança/adolescente deve aprender a controlar seu ambiente de forma que seja mais produtivo. Escolher um lugar confortável, iluminado, silencioso e em que não tenha tantas interrupções, por exemplo. É importante que a criança/adolescente aprenda a ter foco, por isso, explique o quanto é importante estudar e evitar distrações e o quanto o estudo a beneficiará em sua vida.

Use métodos diferentes para ensinar. Às vezes a criança/adolescente não entende a maneira que a professora explica ou está tendo dificuldades de aprendizagem. Se há baixo rendimento, verifique se não há dificuldade de visão, audição ou leitura. O fato é que na escola tradicional, as notas refletem o aprendizado, porém, cada pessoa aprende melhor de uma forma: visual, auditiva, fazendo exercícios ou gráficos em cada, escrevendo... Experimente com a criança/adolescente e o(a) ajude a descobrir como render ao seu máximo potencial!

Espero que o texto tenha sido esclarecedor, qualquer dúvida, entre em contatostephanie.sabarense@gmail.com

 

Stéphanie Sabarense - CRP DF 01/15412 - CRP GO 09/007262